Primeira Igreja Batista de Pelotas

No dia 13 de Maio de 1924, vinte e oito membros com carta da Igreja Batista da Floresta, de Porto Alegre, juntamente com os crentes batistas de Pelotas, organizaram a então Igreja Evangélica Batista de Pelotas, nome que mais tarde foi mudado para Primeira Igreja Batista de Pelotas.

A primeira diretoria ficou assim constituída:
Pastor – Albert Laffayette Dunstan (missionário norte-americano)
Diáconos – Domingos Freitas e Thomaz Turner
Secretário – Octávio M. Peiruque
Tesoureiro – James Turner

No decorrer dos anos, a Igreja procurou expandir-se, instalando pontos de pregação para evangelizar outras pessoas, em bairros (Fragata, Areal, Simões Lopes), em outras localidades (Povo Novo, Capão do Leão), e em cidades como Rio Grande, Bagé, Jaguarão. Alguns desses pontos se transformaram em Congregações e, posteriormente, em Igrejas, como é o caso da Igreja Batista do Fragata, Primeira Igreja Batista de Rio Grande e Primeira Igreja Batista do Capão do Leão.

Ao longo de sua vida, a Primeira Igreja Batista de Pelotas procurou atuar em ministérios que atingissem de forma plena àqueles que necessitam da Salvação em Jesus Cristo. Para isso, desenvolveu, conforme se fazia necessário e havendo condições para tal, ministérios de auxílio social como o OBRAS (Organização Brasileira de Assistência Social), cultos com militares, Escola Batista, ministério com estudantes universitários, Programas de Rádio, ministérios de Pontos de Pregação como os do Bairro Fátima, Município de Piratini, Cascata, ministério de Embaixadores do Rei e Mensageiras do Rei, Mulheres Cristãs em Ação, Ministério de Integração da Terceira Idade, Escola Bíblica de Férias para as crianças, Projeto Skate para jovens esportistas, Ministério de Homens, Ministério de Jovens e Adolescentes, Ministério com Casais e outros, que procuraram seguir a visão e a capacitação que Deus tem dado a esta Igreja para a realização da sua missão em servir ao Senhor Jesus Cristo no decorrer desses 93 anos.

O templo onde funciona a Igreja está localizado na Avenida Bento Gonçalves, nº 3761, e sua construção foi liderada pelo primeiro pastor desta Igreja, o missionário norte-americano, Pr. Albert Laffayette Dunstan. Investindo em sua visão missionária, o Pr. Dunstan adquiriu este terreno e mais tarde, veio a doá-lo para a Igreja, registrando-o em nome da Associação Evangélica denominada Batista do Rio de Janeiro, que, depois, o transferiu para o nome da Igreja.

Ao longo de 93 anos pessoas das mais diversas procedências – cidades e estados do Brasil e do exterior (Estados Unidos, Portugal, Alemanha) fizeram parte do rol de membros da Igreja e exerceram as mais diversas funções, quer como leigos, quer como pastores. Desde janeiro de 2018 a Igreja está em processo de sucessão pastoral, crendo na direção de Deus para o novo pastor.

Embora tenha autonomia, a Igreja faz parte de entidades de auxílio e integração de trabalho denominacional, sendo elas:
– regional: AIBASUL (Associação das Igrejas Batistas do Sul do Rio Grande do Sul);
– estadual: CBRS (Convenção Batista do Rio Grande do Sul);
– nacional: CBB (Convenção Batista Brasileira).

 Fonte: http://www.preteritaurbe.com/2015/07/o-presente-dno-preterito-igreja-batista.html